Guarda municipal do Rio vai ajudar a combater o crime, diz ministro da Defesa

O

Ministro da Defesa colocara Guarda Municipal do Rio de Janeiro no combate efetivo ao crime.
ministro da Defesa, Raul Jungmann, se reuniu nesta segunda-feira com o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, na sede da prefeitura, no Centro. Após o encontro, eles declararam que a Guarda Municipal vai ajudar na operação Seguranca e Paz, liderada pelas forças armadas.
De acordo com o secretário municipal de ordem pública, Coronel Paulo César Amêndola, que também participou da reunião, a guarda ficaria incumbida de coibir pequenos delitos para liberar a Polícia Militar no enfrentamento ao tráfico de drogas.
Ele não esclareceu como o trabalho será feito sem o uso de armas letais por parte dos guardas, já que é proibido.
“A Guarda Municipal, ocupando determinados trechos da cidade do Rio de Janeiro, vai liberar a Polícia Militar para uma atuação mais repressiva, conforme disse o ministro, para desarmar os arsenais da droga. Quem vai ocupar o asfalto é a Guarda Municipal com a sua ostensividade e efetivo, tirando a sobrecarga da Polícia Militar”, destacou Amêndola.
Jungmann afirmou ainda que a guarda auxiliará também com trabalhos de inteligência, já que “conhece a realidade da população”.
“A guarda tem condições de nos ajudar imensamente neste combate ao crime organizado dentro daquilo que são as diretrizes estabelecidas pelo senhor prefeito”, afirmou o ministro.
O ministro da Defesa confirmou que houve diminuição do número de militares nas ruas, mas justificou pelo fim do que chamou de “primeira etapa” da operação, que seria de reconhecimento. A segunda, diz ele, pode começar a qualquer momento. Mas ele não detalhou como foi idealizada.
Sobre o uso de carros e militares fortemente armados nas ruas, Jungmann afirmou que a postura é bem vista por moradores, dizendo que a população se sente mais segura. “Isso é motivo de aplauso, de alegria e de festa. O que assusta é a bandidagem, que inclusive se retraiu durante esse período”.

FONTE: GLOBO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *